Três espécies de peixes-voadores

setembro 14, 2019
Os peixes-voadores, com suas características únicas, são um exemplo do quão incrível é a evolução das espécies.

Os peixes-voadores estão presentes em todos os oceanos e mares do planeta. Vê-los decolar da água como se fossem pássaros é um espetáculo digno de ser apreciado. Para realizar essa manobra incrível, eles contam com barbatanas e um corpo totalmente adaptado.

Espécies de peixes-voadores

Dentre as espécies voadoras mais comuns encontram-se o peixe-voador tropical (exocoetus volitans), o fodiator acutus e o danichthys rondeletii. Vejamos mais sobre esses três peixes inofensivos e suas características peculiares.

Peixe-voador tropical

Trata-se de um dos peixes-voadores mais comuns do mundo. Não é difícil encontrá-los revoando a superfície da água. Só é preciso saber onde buscá-los.

Peixes-voadores

Costumam frequentar as águas do litoral de Cuba, Nicarágua, Venezuela, Costa Rica, Flórida, em praticamente todas as zonas de clima tropical e águas mornas. Raramente são encontrados abaixo dos 20 metros de profundidade.

O seu corpo alongado e hidrodinâmico faz com que seja um peixe extremamente rápido dentro d’água. Além disso, conta com um trunfo: para fugir do atum, do peixe-espada e de outros grandes predadores do oceano, ele pode se locomover por cima da superfície.

Os seus 20 centímetros de comprimento o tornam muito vulnerável, motivo pelo qual vive em grandes bancos que se deslocam tanto pelas regiões costeiras quanto por alto mar, em una busca contínua por alimento.

Como característica particular, as suas enormes barbatanas permitem que ele faça longos deslocamentos pelo ar, muito perto da superfície da água. Possui uma cor azul clara na parte inferior do seu corpo para se camuflar melhor com a cor do céu.

Na parte de cima, no entanto, exibe uma tonalidade mais escura para ser confundido com a profundidade do oceano.

Fodiator acutus

Esse peixe peculiar apresenta barbatanas muito alongadas e estreitas que lhe permitem atingir uma grande velocidade, tanto dentro quanto fora d’água.

Assim como o peixe-voador tropical, ele gosta de passar o seu tempo perto da superfície e, em raras ocasiões, desce mais do que 15 metros de profundidade.

É muito comum nas águas da costa oeste da África e da costa oeste das Américas, desde os Estados Unidos até o Chile. Podem ser vistos muito próximos da orla ou em alto mar, enquanto percorrem longas distâncias para buscar alimento.

O seu tamanho máximo é de 20 centímetros, mas normalmente gira em torno dos 15 centímetros de comprimento.

Com o seu pequeno tamanho e o seu peso reduzido, eles podem percorrer longas distâncias fora d’água, lançando mão de suas fortes barbatanas peitorais, o que é de grande valia para fugir dos predadores. Por essa razão, não se afastam muito da superfície.

Peixe-voador picudo

Assim como ocorre com a maioria dos peixes-voadores, o plâncton é o seu alimento preferido.

Percorrem longas distâncias perseguindo esses minúsculos seres, o que faz com que, em certas ocasiões, se afastem muito da zona de conforto e sejam atacados por predadores de alto mar, como o peixe-espada.

Danichthys rondeletii

Essa espécie de peixe-voador é ligeiramente maior do que as outras, apresentando cerca de 25 centímetros de comprimento. Tem a peculiaridade de que suas barbatanas são constituídas por um material maleável, porém resistente.

O danichthys rondeletii

Dos três, é o único presente no mar Mediterrâneo. Também é possível encontrar esse peixe-voador em águas subtropicais do mundo inteiro, onde a temperatura estimula o desenvolvimento do plâncton e de outros pequenos crustáceos.

Assim como o peixe-voador tropical, o danichthys rondeletii também é especialista em camuflagem, tendo cada parte do seu corpo adaptada a diferentes necessidades. A sua região lombar é escura, para passar despercebido sobre o fundo marinho.

Já a região inferior tem uma tonalidade azul prata, o que dificulta que seja visto quando se encontra em pleno voo.

Os três casos são exemplos magníficos de como as espécies podem chegar a evoluir para sobreviver. Vê-los em plena ação – voando por cima da água – é um grande espetáculo para os amantes da natureza.

Hablemos de peces. Peces voladores: conoce sus características y mucho más.

  • hablemosdepeces.com/peces-voladores/

Fish Base. Pez volador de Sharpchin.

  • fishbase.se/summary/Fodiator-acutus

National Geographic. El pez volador. Febrero de 2011.

  • nationalgeographic.es/animales/pez-volador