7 parques naturais da Espanha para contemplar a fauna nativa

26 Novembro, 2020
Alguns dos melhores parques para apreciar a fauna nativa da Espanha, embora ainda existam muitos mais...

De norte a sul, podemos ver uma grande biodiversidade de flora e fauna na Espanha. A proteção dos parques naturais é muito importante para conservar as espécies que os habitam. Nós fizemos uma compilação dos parques naturais da Espanha para que você possa admirar a fauna nativa se algum dia visitar esse incrível país.

1. Parque nacional de Ordesa e Monte Perdido

É o segundo parque nacional mais antigo da Espanha e foi declarado como tal em 1918. Faz parte da Reserva da Biosfera e é um Patrimônio Mundial da UNESCO.

Monte Perdido está localizado em Huesca, nos Pireneus, e é um dos picos mais famosos. A paisagem é composta de montanhas, geleiras, vales e cachoeiras.

O abutre-barbudo, a Rana pyrenaica e o lagópode-branco vivem nesse parque. Outros animais locais incluem camurças, javalis, veados e uma pequena população de ursos-pardos.

2. Parque Natural de Aizkorri-Aratz

Localizado no sul de Guipúzcoa, no País Basco, destaca-se por suas faias e serras calcárias. É um dos parques naturais da Espanha onde podemos ver o voo de águias-reais, abutres-fouveiros e abutres-do-egito, entre outras espécies protegidas. Também podemos encontrar martas europeias e o pica-pau preto, o maior pica-pau da Europa.

Parque Natural de Aizkorri-Aratz

3. Parques naturais da Espanha: Picos da Europa

O Parque Nacional Picos da Europa está localizado nas montanhas da Cantábria, entre as províncias de Astúrias, León e Cantábria. É uma paisagem modelada por gelo e água em calcário, sem vegetação, principalmente acima de 1500 metros. Em altitudes mais baixas, há gramíneas e matagais, além de áreas de faia e floresta de carvalhos.

Parques naturais da Espanha: Picos da Europa

Você pode ver as águias voando sobre os cumes, abutres e abutres-do-egito nas montanhas e perdizes nas áreas florestais. Aves aquáticas como as carquejas e os marrecos estão presentes nos lagos. A gralha-de-bico-amarelo é outro dos pássaros mais frequentes por lá.

A camurça, a corça, o veado, o perdiz e o javali habitam suas florestas, enquanto nos rios dos Picos da Europa podemos ver lontras, trutas, salmões, tritões alpinos e a víbora-de-seoane. É importante destacar que nas cavernas existem populações de morcegos.

4. Parque nacional Monfragüe

É um dos parques naturais mais bem preservados da Espanha, um ótimo local para a observação de aves, localizado em Cáceres, entre os rios Tejo e Tiétar. Combina encostas com vegetação abundante, áreas rochosas e grandes massas de água, fatores que facilitam a nidificação das aves.

Parque nacional Monfragüe

Entre os pássaros, destacam-se os abutres-pretos e abutres-fouveiros, muito abundantes nesse parque. É característico ver o voo desses pássaros no céu. Águias-imperiais e águias-reais também podem ser vistas.

A raposa, o sacarrabos, o gato-selvagem, a fuinha, o texugo-europeu e a gineta-europeia são os mamíferos mais abundantes, assim como veados, javalis e coelhos. Os leirões e os morcegos do gênero Rhinolophus são mais difíceis de encontrar.

5. Parques naturais da Espanha: Doñana

Declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO em 1994, Doñana se estende pelas províncias de Huelva, Cádiz e Sevilha. É um parque natural composto por paisagens muito ricas e variadas, de florestas de pinheiros, pântanos e dunas.

Parques naturais da Espanha: Doñana

Sem dúvida, destaca-se por hospedar o lince-ibérico, emblema do parque, mas também abriga uma enorme diversidade de aves. Sua localização geográfica entre dois continentes e a variedade de ecossistemas fazem de Doñana um local para mais de 300 espécies diferentes de aves passar o inverno, procriar e se cuidar durante essa estação.

Seus pântanos salgados hospedam o cavalo marismeño, endêmico do local. No parque também existem mamíferos como gamos, ouriços, ginetas, javalis, leirões… Quanto aos répteis e anfíbios, encontramos cobras, sardões, sapos, tartarugas, tritões…

6. Ilha dos lobos

O parque natural da ilha dos lobos está localizado entre as ilhas de Fuerteventura e Lanzarote. Esse local deve seu nome aos lobos-marinhos que abundavam essas águas. É uma ilha vulcânica cheia de espécies endêmicas e um local de proteção de aves. O bobo-grande é uma das espécies que podemos ver.

Ilha dos lobos

O fundo do mar é espetacular, de grande riqueza ecológica.

7. Parques naturais da Espanha: arquipélago de Cabrera

É um grupo de ilhotas no arquipélago balear, cuja paisagem permaneceu quase inalterada. É um ponto de parada na rota migratória de mais de 150 espécies de aves. A gaivota-de-audouin e o falcão-da-rainha são alguns dos pássaros de passagem mais característicos.

Arquipélago de Cabrera

O fundo do mar possui 200 espécies de peixes e invertebrados endêmicos. Chocos, ouriços, polvos, moreias, enguias, garoupas são abundantes… Entre os répteis, é possível encontrar a tartaruga-marinha-comum.

  • Parque Nacional Ordesa y Monte Perdido. Ordesa.com
  • Turismo.euskadi
  • Turismo.asturias
  • Parquedemonfragüe.com
  • Andalucía.org
  • Seo.birdlife
  • Visitafuerteventura.com
  • Parque Nacional Marítimo – Terrestre del Archipiélago de Cabrera. miteco.gob.es