Ácaros do formigueiro: como acabar com eles?

Os ácaros são um problema muito comum para pessoas que tem a mirmecologia como sua paixão. Aprenda junto com a gente a se livrar deles.
Ácaros do formigueiro: como acabar com eles?

Última atualização: 29 outubro, 2021

O termo mirmecologia se refere a um ramo da zoologia que se dedica ao estudo das formigas. Essa ciência está se tornando cada vez mais conhecida na sociedade em geral e, por isso, muitas pessoas são atraídas por esses insetos, decidindo mantê-los em suas próprias casas. Infelizmente, os ácaros do formigueiro podem arruinar esse hobby para qualquer tutor iniciante.

Esses pequenos aracnídeos aparecem na colônia de formigas sem aviso e podem acabar com a vida da maioria dos integrantes em questão de semanas. Se você quiser saber como impedir o crescimento de ácaros no formigueiro, continue lendo.

O que são os ácaros?

Antes de abordar esse problema, achamos interessante descrever brevemente os patógenos que nos preocupam aqui. Em primeiro lugar, deve-se notar que os ácaros (subclasse Acari) são aracnídeos, ou seja, invertebrados com quelíceras, pedipalpos e 4 pares de patas destinadas à locomoção. Cerca de 50 mil espécies foram descritas, embora se acredite que possa haver mais de 1 milhão.

Os ácaros são animais muito pequenos, embora apresentem uma variedade morfológica mais ampla do que parece. Alguns espécimes de himenópteros parasitas (como as formigas) medem menos de 0,1 milímetros, enquanto espécies de pragas de plantações (por exemplo, Tetranychus urticae) podem ser vistas a olho nu.

O corpo desses aracnídeos é dividido em 2 seções: um prossoma (cefalotórax) e um opistossomo (abdômen). Por outro lado, a área cefálica abriga o gnatossoma, que contém a boca, quelíceras e palpos do animal. Dependendo do seu estilo de vida, cada espécie de ácaro terá um aparelho oral adaptado para parasitar ou viver em liberdade.

Nesse ponto, deve-se notar que nem todos os ácaros são parasitas. Por exemplo, os ácaros da poeira (ou dust mites em inglês) vivem em todas as casas úmidas do mundo e se alimentam de descamações epidérmicas dos humanos, matéria orgânica microscópica e mofo invisível ao olho humano. Outros, infelizmente, se alimentam da hemolinfa das formigas.

Muitos ácaros são detritívoros, mas outros se especializaram na parasitação.

Ácaro da poeira visto em nível macroscópico.

Como se livrar dos ácaros no formigueiro?

Uma infestação de ácaros parasitas no formigueiro se desenvolve de forma lenta mas contínua. A princípio você verá algumas operárias com uns “pontinhos brancos”, localizados principalmente nas áreas de inserção das patas, entre os limites dos segmentos abdominais e no aparelho oral. Aos poucos, esses invertebrados se reproduzem e infestam toda a colônia.

Como os ácaros adultos se alimentam do fluido sanguíneo das formigas, é uma questão de tempo até as formigas começarem a morrer. Para evitar isso, vamos mostrar algumas dicas para se livrar dos ácaros do formigueiro.

1. Uso de ácaros predadores

Embora pareça redundante, é importante notar que certas espécies de ácaros se alimentam de outros ácaros. Os mais usados para acabar com as pragas desses aracnídeos em lavouras agrícolas pertencem à família Phytoseiidae, por isso são chamados de predadores fitoseídeos.

Um exemplo de ácaro fitoseídeo é o Amblyseius californicus, uma espécie que se alimenta de muitas pragas desses aracnídeos (e de pequenos insetos). Não se sabe ao certo se esse método de controle biológico é eficaz para matar os ácaros do formigueiro, mas os resultados preliminares são bastante promissores.

Uma vez que tenham se alimentado dos ácaros parasitas e não reste mais nenhum, os fitoseídeos adicionados ao formigueiro devem morrer.

2. Reduzir a umidade o máximo possível

Estudos de laboratório mostraram que a maioria dos ácaros morre quando a umidade relativa varia entre 50 e 60% ou menos. Portanto, o primeiro passo que todo tutor deve seguir caso seu formigueiro esteja infestado de ácaros é reduzir a umidade das galerias.

Para fazer isso, o mais adequado é remover o sistema de hidratação (se o formigueiro tiver) ou interromper a adição de umidade manualmente (como geralmente é feito nos modelos do tipo ytong). Depois disso, será útil colocar uma bola de algodão bem úmida no canto da área de forrageamento. Ao notar o gradiente de umidade, os ácaros devem se deslocar para o algodão.

Deve-se trocar o algodão a cada 24 horas para se livrar dos ácaros aos poucos.

3. Uso de alho

O uso do alho é um remédio antigo para se livrar dos ácaros em muitos âmbitos. Em qualquer caso, a ciência atual questiona as propriedades acaricidas desse composto, embora estudos preliminares mostrem que ele pode ser eficaz em certos ambientes.

Esse remédio é muito simples: coloque algumas lâminas de alho na área de forrageamento do formigueiro e espere que os animais infectados se desloquem até eles para se livrar da carga parasitária. Algumas pessoas argumentam que isso é inútil e outras apoiam a prática, portanto, cabe a você realizá-la (ou não).

4. Uso de terra de diatomáceas, ácido fórmico, ácido oxálico e outros compostos

Várias fontes argumentam que certos compostos químicos são úteis para matar os ácaros do formigueiro. No entanto, você deve ter em mente o seguinte: se um agente é poderoso o suficiente para matar um aracnídeo, ele certamente também vai fazer mal a um inseto (ou a você mesmo ao manuseá-lo).

Por esse mesmo motivo, não podemos recomendar com a consciência tranquila o uso de compostos químicos potencialmente perigosos (como o ácido fórmico) para se livrar desses parasitas. Comprar ácaros predadores e retirar a umidade do formigueiro sempre serão opções melhores.

Você conhece curiosidades sobre formigas?

A prevenção é o melhor tratamento

Em resumo, livrar-se dos ácaros do formigueiro pode ser uma tarefa muito difícil. Portanto, é sempre melhor evitar que esses aracnídeos apareçam em primeiro lugar, mantendo o ambiente limpo e livre de matéria orgânica em decomposição (embora os ácaros detritívoros não sejam iguais aos ácaros parasitas).

Antes de alimentar suas formigas com alimentos de origem animal (insetos mortos ou carne), congele-os por 24 horas. Por outro lado, certifique-se de que qualquer substrato ou decoração que você adicionar ao forrageamento do formigueiro seja específico para esses insetos e tenha sido previamente higienizado. O melhor tratamento para ácaros parasitas é nunca colocá-los em contato com as formigas.

Pode interessar a você...
12 curiosidades sobre as formigas
Meus Animais
Leia em Meus Animais
12 curiosidades sobre as formigas

As curiosidades sobre as formigas são múltiplas, já que sua radiação evolutiva permitiu que colonizassem praticamente todos os ecossistemas.