Ave-do-paraíso: informações e características

julho 6, 2019
Os Paradisaeidae são uma família de pássaros nativos da Nova Guiné. Composta por mais de 43 espécies, estas são aves que inspiraram muitas pesquisas. Conheça todas as suas características aqui!

Ave-do-paraíso é o nome que foi dado a uma família de aves que fascinou a humanidade durante séculos. Os Paradisaeidae, seu termo científico, são pássaros de cores vivas relacionados aos corvos.

Existem 43 espécies de aves-do-paraíso, várias delas com plumagens muito marcantes. Este pássaro foi visto pela primeira vez na Europa, quando Fernão de Magalhães o trouxe de suas viagens de exploração no século XVI.

Aparência física e características gerais

Em geral, a plumagem da ave-do-paraíso é amarela, azul, escarlate ou verde. No entanto, seus tons variam dependendo da área geográfica em que habitam. Devido ao seu brilho, essas aves estão entre as mais impressionantes e dramáticas do mundo.

O macho geralmente tem penas mais vibrantes e alongadas, conhecidas como fios ou serpentinasEsta característica foi desenvolvida como parte do ritual de acasalamento, no qual os machos mais notáveis ​​atraem as melhores fêmeas.

Além de suas flâmulas, os machos também têm plumas marcantes na cabeça e no peito. Em contraste, a fêmea do paraíso, embora tenha cores brilhantes, é significativamente menos chamativa.

Uma característica marcante dessas aves é que elas costumam ser criaturas isoladas. Preferem viver sozinhas e passar o tempo com outras aves apenas no momento do acasalamento.

Da mesma forma, as aves-do-paraíso apresentam um comportamento único: costumam fazer acrobacias. Elas podem balançar em uma perna e ficar de cabeça para baixo.

Além disso, elas fazem esses movimentos em qualquer época do ano, independentemente de se tratar de época de acasalamento ou não.

Por esta razão, os cientistas não foram capazes de deduzir que função tais movimentos têm para essas espécies. Alguns amantes de animais sugeriram que elas fazem isso por diversão.

Aves exóticas

Habitat da ave-do-paraíso

Estas aves impressionantes são endógenas da Nova Guiné, uma ilha extremamente montanhosa localizada na região equatorial. Esta ilha tem um clima tropical perto das praias, mas frio nas montanhas. Isso permitiu o desenvolvimento de uma fauna e flora únicas.

Devido às condições climáticas da ilha – que variam dependendo de sua localização em relação ao vento e sua distância do mar, bem como sua altitude – diferentes habitats foram desenvolvidos.

Assim, as aves-do-paraíso da Nova Guiné evoluíram de maneiras diferentes, dependendo da região da ilha em que habitam.

Curiosamente, algumas espécies da ave-do-paraíso também podem ser encontradas na Austrália. Estas aves chegaram à ilha através de comerciantes de animais, de peles e de objetos exóticos.

Conservação da ave-do-paraíso

O número exato da população de aves-do-paraíso não é conhecido. No entanto, muitos especialistas afirmam que os Paradisaeidae começaram a se extinguir devido às mudanças climáticas e à caça indiscriminada.

Muitas áreas da Nova Guiné estão sendo desmatadas para a construção ou agricultura em grande escala. Infelizmente para a ave-do-paraíso, seus habitats naturais estão diminuindo. Isso força as belas aves a voar e tentar fazer ninhos em áreas que não são inteiramente favoráveis ​​para elas.

As novas propostas de preservação ecológica enfrentam diferentes desafios: como encontrar um equilíbrio entre a reserva ecológica e o progresso econômico de uma nação? 

Os povos indígenas da Nova Guiné estão lutando para manter grandes áreas de floresta tropical intactas. Este é um esforço para preservar a diversidade animal e vegetal da ilha.

Conservação da ave-do-paraíso

Alimentos e predadores

A ave-do-paraíso se alimenta principalmente de frutas e bagas. No entanto, algumas espécies também podem consumir aranhas e outros pequenos insetos.

Uma ave-do-paraíso pode levar muitas horas para conseguir comida. Por esta razão, apesar de serem pequenos pássaros, comem muito mais alimento do que precisam se o tiverem em abundância.

Os dois predadores mais importantes dessa ave são os humanos e outras aves maiores. Os humanos caçaram os paradisaeídeos durante séculos para obter suas penas brilhantes.

Por outro lado, os pássaros maiores veem nas aves-do-paraíso presas fáceis de caçar. É evidente que esse pássaro é muito fácil de distinguir e capturar devido ao contraste de suas cores com o verde da floresta.

Essas aves ficam especialmente vulneráveis ​​durante os períodos de reprodução. É neste momento que os machos exibem suas penas através de várias danças para atrair as fêmeas. Muitas dessas exibições duram longas horas, dando oportunidade aos predadores de localizar os machos.

Após o acasalamento, a ave-do-paraíso colocará de dois a três ovos. Depois de apenas 20 dias, os novos filhotes nascerão. Infelizmente, esta espécie ainda está em perigo de extinção.

Se você quiser ver esta espécie em todo o seu esplendor, a Nova Guiné oferece belas paisagens cheias de flora e fauna.