Cigarras: habitat e características

Durante a primavera e o verão, ao passear pelo campo é comum ouvir o "canto" das cigarras, famosas em todo o mundo. Esses invertebrados guardam muitos mistérios.
Cigarras: habitat e características

Última atualização: 28 Maio, 2021

Você se lembra de momentos em que, enquanto caminhava pelo campo, ouvia um som que não tinha nada a ver com os barulhos da rua? Você provavelmente estava ouvindo a “canção” das cigarras. Dito isso, você sabe a qual grupo de animais as cigarras pertencem?

As cigarras são insetos alados que ocupam praticamente todo o globo, com mais de 3200 espécies descritas até o momento. Se você quiser saber mais sobre elas, continue lendo.

Habitat da cigarra

As cigarras fazem parte da família dos cicadídeos (Cicacidae), que por sua vez está incluída nos himenópteros. Por pertencerem a esse grupo, estão relacionadas com outros como percevejos ou pulgões, bastante conhecidos e com má reputação.

Por outro lado, esses insetos variam de nome de acordo com as regiões em que são estudados. Quanto à distribuição, estão presentes em todos os continentes do mundo, com exceção da Antártica.

As cigarras estão presentes tanto em áreas quentes quanto frias, com altitude que varia desde a beira-mar até 3000 metros.

 

Uma cigarra marrom em uma árvore.

Características e alimentação

Aqui estão algumas características definidoras dessa família.

As cigarras têm aparelhos bucais sugadores e ocelos

São reconhecidas por sua forma e seu tamanho. As cigarras têm entre 15 e 66 milímetros de comprimento e apresentam um tom característico de marrom, preto, cinza ou verde. Quanto aos olhos, parecem ter dois, mas na realidade possuem cinco, sendo três olhos triangulares simples (ocelos) além dos compostos, localizados em cada lado.

Em sua cabeça há também um bocal de sucção, com o qual se alimentam da seiva. Após a eclosão, as ninfas caem no chão e se enterram nele. Assim, alimentam-se da seiva das raízes e os adultos das hortaliças. Assim, podem viver entre 2 e 17 anos.

Elas não cantam, mas estridulam

Assim como os grilos, as cigarras “estridulam”, isto é, emitem um som estridente. Quando emitem esse som, anunciam a chegada da Semana Santa ou da Quaresma nos países centrais da América do Sul. Por outro lado, nos países do norte desse continente, as cigarras aparecem com a chegada do verão.

Normalmente associamos o canto aos pulmões, mas “respirar” com o abdômen é o segredo. No caso das cigarras, elas geram seu canto por meio de certas estruturas, que funcionam como caixas de ressonância. Essas caixas estão localizadas no abdômen e se enchem de ar e esvaziam, através de determinadas membranas.

Além disso, os machos cantam apenas durante o cortejo – para atrair as fêmeas – e cada espécie de cigarra tem seu próprio som. Embora para a maioria todos pareçam iguais, isso não é verdade. Na verdade, no mundo existem milhares de espécies diferentes de cigarras, todas com um som único.

Algumas espécies surgem a cada 17 anos

A cada 17 anos, ocorre um surgimento massivo de exemplares do gênero Magicicada. De acordo com especialistas, esse comportamento é uma clara técnica de sobrevivência. Parece que essa habilidade de temporização permite que as cigarras se esquivem de predadores e evitem a extinção. Além disso, acredita-se que essa adaptação possa estar relacionada à radiação solar.

 

As cigarras que invadem os EUA a cada 17 anos são especiais.

Curiosidades das cigarras

Não é importante falar apenas sobre as características ou o habitat das cigarras. Também é interessante conhecer diferentes curiosidades sobre esses insetos cantores, que fazem parte de diferentes culturas ao redor do mundo. Confira a seguir!

Embora as cigarras sejam surdas, elas fazem shows de rock

Já foi mencionado que as cigarras machos são as únicas que cantam, pois utilizam esse som como apelo para as fêmeas. No entanto, as cigarras são surdas, por isso parece contraintuitivo que usem a música para se atrair. Mas isso tem uma explicação: as fêmeas são atraídas pelas vibrações do som que o macho produz.

Por outro lado, foram medidos os decibéis que o canto desses insetos pode atingir. Pelas medidas, o canto das cigarras chega a 115 decibéis, o que permite classificá-la entre os sons mais altos do mundo. Por isso, seu canto passou a ser comparado a um show de rock.

Presente em muitas culturas

Ao viajar pelos diferentes continentes do mundo, esse inseto faz parte de diferentes culturas, como a asiática ou a americana. Dentro delas, as cigarras são consideradas símbolos de imortalidade e têm servido de base para muitas crenças populares.

 

São muitas as curiosidades das cigarras.

Em suma, as cigarras são insetos aparentemente simples por fora, mas escondem uma grande complexidade comportamental. Algumas de suas espécies não só são capazes de chegar aos 17 anos, mas também enchem o campo com seu canto.

Por fim, é importante notar que sua presença é totalmente inofensiva. Elas não picam nem ferem os humanos, então não há desculpa para não respeitar esses invertebrados. Se continuarmos a viver com eles em paz, poderemos apreciar seus cantos durante muitos outros verões.

Pode interessar a você...

Aprenda a identificar o canto das aves em casa
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Aprenda a identificar o canto das aves em casa

O canto das aves pode relaxar, divertir e acalmar a mente. Por isso, a seguir, vamos mostrar como identificar o canto das aves da janela da sua cas...