Diferenças entre macho e fêmea nos psitacídeos

Conhecer as diferenças entre macho e fêmea nos psitacídeos poupará muitos problemas se você tiver mais de um espécime. Aqui você encontra informações sobre o dimorfismo sexual das espécies mais populares nos lares.
Diferenças entre macho e fêmea nos psitacídeos

Última atualização: 31 janeiro, 2022

As diferenças entre macho e fêmea nos psitacídeos são fáceis de identificar em certas espécies, mas não tanto em outras. Na verdade, em algumas é necessária a intervenção de um especialista na área ou a realização de uma análise do DNA do espécime.

Se você tem interesse nesse tópico e quer aprender a reconhecer o dimorfismo sexual dos psitacídeos mais comuns nos lares, aqui estão os segredos para saber o que procurar. Você pode achar isso difícil à primeira vista, mas não tenha medo: depois de treinar um pouco seu olho atento, você será capaz de diferenciar os sexos de suas aves em questão de minutos.

Características da ordem Psittaciformes

Os psitacídeos, aves da ordem Psittaciformes, são animais gregários e extremamente inteligentes. Sua bela estética e sua capacidade de imitar a fala humana foi o que levou muitos amantes de aves a tê-los um em suas casas.

Seu habitat mais típico é a selva neotropical sul-americana, mas existem psitacídeos em outras partes do mundo. Na África subsaariana, por exemplo, existem 10 membros da subfamília Psittacinae, onde se encontra o conhecido papagaio-cinzento (Psittacus erithacus).

São animais onívoros cuja dieta é composta principalmente por sementes e frutos disponíveis no habitat de cada espécie. É possível encontrá-los tanto em matas cerradas quanto em savanas e até mesmo em cidades, onde psitacídeos como a caturrita (Myiopsitta monachus) se estabeleceram como espécies invasoras em regiões onde não são endêmicas.

Um papagaio vermelho.

Dimorfismo sexual em espécies de psitacídeos

As diferenças entre macho e fêmea nos psitacídeos variam dependendo da espécie, sendo algumas delas muito marcantes e outras quase inexistentes à primeira vista. Aqui estão vários exemplos significativos.

Calopsita (Nymphicus hollandicus)

Essas pequenas calopsitas são muito populares nos lares devido ao seu aspecto adorável e ao seu tamanho reduzido. Além disso, embora nem todas desenvolvam a capacidade de pronunciar palavras, são excelentes assobiadoras e gostam de reproduzir melodias.

À primeira vista pode parecer que não existem diferenças entre macho e fêmea nessa espécie, mas algumas podem ser encontradas nas variedades ancestral, pérola e de cara branca. Em cada uma delas ocorre de uma forma, como você verá na lista a seguir:

  • Ancestrais: as fêmeas têm o ruge e o amarelo da crista de cor mais suave que os machos. Além disso, elas têm listras de cor escura sob a cauda.
  • Peroladas: os machos perdem o padrão perolado em suas asas (o que dá o nome a essa variedade) com a primeira muda. As fêmeas, por outro lado, o mantêm.
  • De cara branca: os machos têm uma coloração facial branca, enquanto as fêmeas são acinzentadas e com área menos extensa.
Você conhece o comportamento dos andorinhões?

Papagaio-ecletus (Eclectus roratus)

Esse dimorfismo é provavelmente o mais fácil de ver. A plumagem dos machos é verde profundo, pontilhada com manchas vermelhas e azuis nas asas, e eles têm um bico laranja. Por outro lado, as penas das fêmeas são vermelhas, exceto no peito, que é um tom de azul-elétrico bastante marcante. Além disso, seu bico é preto.

As diferenças entre o papagaio macho e fêmea são muito claras no papagaio-ecletus.

Periquito-australiano (Melopsittacus undulatus)

Essa é outra das aves preferidas dos lares, pois são menos barulhentas que os papagaios grandes devido ao seu pequeno tamanho. Também são muito inteligentes e sociáveis, se relacionam com seus cuidadores e gostam muito de passar tempo com eles.

A diferença entre os sexos dos periquitos também é fácil de ver: embora a plumagem seja idêntica, a cerosa (a estrutura localizada acima do bico, onde estão as narinas) difere na cor. Os machos têm um tom azul intenso, enquanto as fêmeas exibem um azul ou rosa muito fraco. Os jovens, por outro lado, apresentam uma coloração cerosa branco-rosada até atingir a maturidade.

Meu pássaro escapou: o que eu faço?

Periquito-de-colar (Psittacula krameri)

Embora a posse dessa ave tenha sido proibida em diferentes partes do mundo devido à sua introdução como espécie invasora, ainda existem alguns em cativeiro. O dimorfismo sexual nessa espécie também é claro: os machos apresentam colarinho preto na base da cabeça, característica que falta às fêmeas.

Um casal de periquito-de-colar

Cacatuas (Cacatuidae)

As cacatuas são outros grandes psitacídeos que triunfam em lares que podem arcar com sua posse. Existem várias espécies que podem ser mantidas em cativeiro, como a cacatua-alba (Cacatua alba), a cacatua-de-crista-amarela (Cacatua galerita) ou a cacatua-rosa (Lophochroa leadbeateri).

As diferenças entre macho e fêmea dessas espécies são um pouco mais sutis. Quando crescem, as fêmeas desenvolvem uma íris mais clara, de cor marrom ou avermelhada, enquanto os machos mantêm o tom preto. Porém, é necessário aproximar-se do pássaro para apreciar esse diferencial.

Algumas cacatuas.

Métodos de sexagem em psitacídeos

Outras espécies, como as araras, não apresentam características distintivas que nos permitam diferenciar entre macho e fêmea. Portanto, se você precisa saber o sexo de um espécime, deve usar uma das técnicas a seguir:

  • Palpação: os machos geralmente desenvolvem um caroço na região pélvica quando são maduros. As fêmeas, por outro lado, têm essa estrutura achatada.
  • Análise de DNA: uma amostra de sangue é coletada e analisada em busca de cromossomos sexuais do exemplar. É um teste feito em laboratório, um pouco invasivo, estressante para o animal e bastante caro.
  • Postura de ovos: obviamente, apenas as fêmeas botam ovos. Se não quiser recorrer a nenhuma das 2 técnicas anteriores, basta aguardar que um dos exemplares faça a postura.
Um casal de psitacídeos.

Embora seja verdade que existem diferenças de comportamento entre macho e fêmea nos psitacídeos, como tendência para falar ou agressividade, não é um fator confiável para determinar o sexo. Os psitacídeos são seres complexos e inteligentes, então sua personalidade é tão variável quanto a de qualquer ser humano.

Pode interessar a você...
Os papagaios entendem o que dizem?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Os papagaios entendem o que dizem?

Papagaios têm a admirável capacidade de reproduzir vários sons e articular algumas palavras da linguagem humana. Mas os papagaios entendem o que di...



  • Betancur, C. L., Aguilar, S. B., Barrera, C. F., & Mesa, H. (2017). Cytogenetic and molecular sexing of psittacides. Boletín Científico. Centro de Museos. Museo de Historia Natural21(1), 112-121.
  • del-Valle, C. M. (2008, June). Introducción a la biología y ecología de las psitácidas neotropicales. In Memorias de la Conferencia interna en medicina y aprovechamiento de fauna silvestre, exótica y no convencional (Vol. 4, No. 1, pp. 4-6).