Principais características do jacaré-do-pantanal

setembro 27, 2019
O jacaré-do-pantanal pertence à ordem Crocodilia e está relacionado aos crocodilos e gaviais.

O jacaré-do-pantanal é uma espécie de jacaré originário da América do Sul, da família Alligatoridae e da ordem Crocodilia. Portanto, está relacionado a crocodilos e gaviais.

Características do jacaré-do-pantanal

O jacaré-do-pantanal também é conhecido como jacaré-do-paraguai. Esta espécie tem uma cabeça longa e estreita, com uma largura menor do focinho na base.

A pele que cobre o corpo dorsoventral é praticamente impermeável. Outra característica marcante é o rabo muscular que essas espécies possuem.

No que diz respeito à coloração das espécies, ela difere nos jovens e adultos. Os jovens têm um tom de azeitona com manchas pretas. Por outro lado, os adultos têm uma cor preta no dorso.

Os machos podem atingir 2,60 metros, embora existam registros de alguns exemplares que atingiram os três metros.

Com relação ao período reprodutivo, os machos fazem uma dança em que se remexem e fazem piruetas na água. Eles têm um ritual muito específico que acontece nos meses de verão.

Os machos que conseguirem impressionar as fêmeas podem se aproximar delas depois da dança.

A temporada de reprodução é entre os meses de dezembro e abril. A fêmea põe entre 20 e 40 ovos. Ela os coloca em um ninho, no qual aproveita os resíduos orgânicos e os materiais que encontra, com um diâmetro de cerca de 130 centímetros.

Espécimes de jacaré-do-pantanal tomando sol

Habitat e distribuição

Atualmente, esta espécie reside em diferentes países da América do Sul. Especificamente, pode ser encontrado na Argentina, Bolívia, Brasil e Paraguai.

Os jacarés, assim como os crocodilos e gaviais, sempre foram associados à água. Portanto, nos diferentes locais onde esses espécimes podem ser encontrados, eles preferem águas limpas de rios, estuários e lagoas.

Por outro lado, os jacarés-do-pantanal também tomam sol nas margens dos estuários ou rios. No Brasil, eles convivem pacificamente com as capivaras.

Estado de conservação do jacaré-do-pantanal

O jacaré-do-pantanal foi listado como um animal de menor preocupação. Atualmente, o número de exemplares que compõem suas populações é desconhecido.

A principal ameaça que esta espécie sofreu e sofre é a perseguição pelo seu couro. Nos anos 70, as populações de jacarés-do-pantanal foram dizimadas, principalmente pela caça furtiva e comércio ilegal.

Antigamente, os espécimes jovens eram um precioso objeto de caça, durante o século XIX e a primeira metade do século XX. O couro era extraído de sua pele. Por isso, eles foram declarados como espécies protegidas.

Estratégias de preservação

Os governos de vários países desenvolveram diferentes estratégias de preservação para apoiar a recuperação das espécies. São propostas estratégicas de negócios em que haja benefício comercial, com o objetivo de estimular a população para a conservação das espécies.

Fazendas

Em países como a Argentina, uma iniciativa é o ‘Projeto Jacaré’. O objetivo é a criação de ovos para favorecer o uso sustentável das áreas úmidas do país. Assim, o comércio local também é apoiado.

A criação de ovos consiste em pegá-los após serem colocados pelos animais na natureza. Depois de pegar os ovos, eles são incubados artificialmente e os filhotes são criados em um ambiente controlado.

Assim, um dos fatores críticos é evitado, uma vez que as espécies de Crocodilia sofrem com uma alta mortalidade embrionária. Os filhotes que sobrevivem sofrem uma grande predação durante o primeiro ano de vida.

Eles também podem desenvolver doenças de estresse como resposta ao frio no primeiro inverno da vida, ou também às inundações dos ninhos.

Quando os filhotes estão relativamente grandes, eles retornam à natureza. Para isso, nas regiões onde há menor densidade da espécie, é introduzido um número maior de amostras.

Filhote de jacaré na natureza

Fatores negativos

Entre outras medidas, as áreas onde os ninhos estão localizados devem ser protegidas. Observou-se que as fêmeas os abandonam devido aos diferentes distúrbios causados ​​pela presença humana.

Existem outros problemas causados ​​pelos seres humanos. Por exemplo, a perda de habitat provocada pela canalização dos estuários, o que os leva a secar.

O jacaré-do-pantanal pertence a um grupo de espécies que, apesar de ter estado em perigo anos atrás, foi resgatado graças às táticas de recuperação implementadas.

  • Crocodile Specialist Group 1996. Caiman yacareThe IUCN Red List of Threatened Species 1996: e.T46586A11062609. http://dx.doi.org/10.2305/IUCN.UK.1996.RLTS.T46586A11062609.en. Downloaded on 22 July 2019.
  • National Geographic. Caimán yacaré [Internet]. www.nationalgeographic.com.es. 2013 [citado 23 de julio de 2019]. Disponible en: https://www.nationalgeographic.com.es/naturaleza/grandes-reportajes/el-retorno-del-caiman-2_7387/6
  • W. Prado et al. Estado de conservación de los caimanes de Argentina. Cuad herpetol 26 (Supl 1): 403-410 (2012) [Internet]. Disponible en: http://ppct.caicyt.gov.ar/index.php/cuadherpetol/article/view/2020/1733
  • Larriera, Alejandro y Imhof, Alba. Proyecto Yacaré. Cosecha de huevos para la cría en granjas del género Caiman en la Argentina. (Manejo de Fauna Silvestre en la Argentina. Programas de uso sustentable.):51-62. [Internet]. Disponible en: https://s3.amazonaws.com/academia.edu.documents/53333727/Libro_Uso_Sust_Fauna2006completo.pdf?response-content-disposition=inline%3B%20filename%3DManejo_de_Fauna_Silvestre_en_la_Argentin.pdf&X-Amz-Algorithm=AWS4-HMAC-SHA256&X-Amz-Credential=AKIAIWOWYYGZ2Y53UL3A%2F20190722%2Fus-east-1%2Fs3%2Faws4_request&X-Amz-Date=20190722T194636Z&X-Amz-Expires=3600&X-Amz-SignedHeaders=host&X-Amz-Signature=c0b8df44faf666c9041fef4d5e276868d75f13df1a61fbebafd195df9127869f#page=48