Lontra-marinha: características e alimentação

outubro 16, 2019
A lontra-marinha é o menor mamífero marinho que existe no planeta. Ela pode comer até 40% do seu peso corporal por dia.

Esse carnívoro em perigo de extinção vive em uma área específica ao norte do Oceano Pacífico. Embora seja a maior da sua família, a lontra-marinha é um dos menores espécimes de mamíferos que habitam as águas. Vamos compartilhar mais informações sobre ela neste artigo.

Características e habitat da lontra-marinha

O seu nome científico é Enhydra lutris e ela pertence à família dos mustelídeos. É o menor mamífero marinho que existe.

Os machos adultos podem pesar entre 22 e 45 quilos e medir até um metro e meio; as fêmeas pesam de 14 a 33 quilos e medem pouco mais de um metro.

Algo que diferencia a lontra-marinha de outros mamíferos marinhos é que ela não possui uma espessa camada de gordura para protegê-la do frio. O seu corpo é coberto por pelos longos que retêm o calor (trata-se da pelagem mais densa do reino animal).

Além disso, esta pelagem é impermeável e requer uma limpeza profunda. Porém, isso não é nenhum problema para a lontra-marinha, uma vez que o seu esqueleto é extremamente flexível. Por causa dele, ela consegue pentear cada centímetro dos seus pelos sem nenhum problema!

Quanto à cor, elas podem ser marrom-escuro com manchas cinza ou prateadas quando filhotes; quando adultas, a cabeça, o peito e o pescoço ficam mais claros.

Habitat da lontra marinha

Para viver nos ambientes marinhos que habita – desde o norte do Japão até a Baixa Califórnia, no México – ela consegue tampar o canal auditivo e as narinas.

Por sua vez, os seus membros posteriores são compostos por membranas interdigitais e o quinto dedo é mais longo para favorecer a natação. No entanto, em terra firme isso faz com que ela se torne mais desajeitada.

Possui vibrissas ou ‘bigodes’ muito sensíveis para identificar presas caso a água esteja turva, e também para conseguir se orientar dentro do mar.

Alimentação e hábitos da lontra-marinha

Este pequeno mamífero marinho tem um metabolismo basal até três vezes mais rápido do que o dos seus pares terrestres. Por esse motivo, precisa comer até 40% do seu peso corporal todos os dias.

Dessa forma, obtém as calorias necessárias para neutralizar a perda de calor causada pelas baixas temperaturas das águas onde vive.

A lontra-marinha se alimenta através da caça nas profundezas do fundo do oceano. Ela pode ficar embaixo da água sem respirar durante cinco minutos, além de contornar pedras para capturar as suas presas.

A sua dieta consiste em mexilhões, ouriços do mar e até mesmo caracóis, já que os seus dentes conseguem esmagar conchas sem problemas. No caso das presas com espinhos, a sua técnica é incrível: mordem a ‘barriga’ e sugam o restante do corpo para evitar que sejam espetadas.

Lontras boiando na água

Além disso, este é o único mamífero marinho que usa as extremidades frontais para cavar o fundo lamacento em busca de amêijoas ou para remover os caracóis das rochas.

Outro fato interessante sobre a lontra-marinha é que ela possui uma espécie de ‘bolsa’ de pele solta no tórax para ‘guardar’ as presas, que são consumidas na superfície.

Quanto aos seus hábitos e organização social, a lontra-marinha é independente durante o dia, mas se reúne em grupos do mesmo sexo durante a noite. Para evitar que elas sejam arrastadas pelas correntes, elas dormem segurando as patas umas das outras.

Os machos acasalam com várias fêmeas e podem até morder seus focinhos, deixando cicatrizes. O cortejo ocorre na água, bem como os nascimentos; ambos ocorrem em qualquer época do ano e têm como resultado um único filhote por vez, que pesa até 2,5 kg.

Os filhotes

O filhote depende da mãe durante um período que varia de acordo com a localização geográfica: oito semanas na Califórnia e até 20 meses no Alasca.

Após a fase de amamentação, as fêmeas alimentam os filhotes com pedaços de comida enquanto eles aprendem a caçar sozinhos. Apesar disso, a taxa de sobrevivência dos bebês é bastante baixa: apenas um quarto deles passa do primeiro ano de vida.

Sem dúvida, a lontra-marinha é uma espécie fascinante que chama a atenção pelas suas características físicas e hábitos… Afinal, este é um dos poucos animais que usam ferramentas para se alimentar!

Alfaro-Shigueto, J., Valqui, J., & Mangel, J. C. (2011). Nuevo registro de la nutria marina Lontra felina (Molina, 1782) al norte de su distribución actual. Ecología Aplicada.