Quokka: conheça o animal mais feliz do mundo

novembro 1, 2019
O quokka é um pequeno canguru que foi classificado como 'vulnerável' pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN). Devido ao seu sorriso perene, ele se tornou famoso e foi chamado de "o animal mais feliz do mundo"

O quokka recebeu o apelido de “animal mais feliz do mundo” devido ao sorriso permanente que exibe em seu rosto. É por isso que muitos têm vontade de saber mais sobre esse mamífero.

O quokka é um marsupial

Este pequeno canguru pertence à espécie Setonix brachyurus. Ele é um marsupial diprotodonte que faz parte da família Macropodiae e da ordem Diprotodontia.

A ordem diprotodontia é uma ordem de marsupiais da Oceania. Esta ordem é caracterizada por ter uma grande variedade de espécies. Entre elas estão o canguru, o coala, o cuscus e os pigmeus de tamanho pequeno.

Uma das características interessantes dessa ordem é que as espécies têm dois incisivos na mandíbula. Além disso, considerando que a sua origem começa no Oligoceno, a sua história evolutiva reflete uma grande adaptação a mudanças sucessivas. Isso resultou em uma importante diversidade biológica.

História do quokka

O primeiro registro do quokka data do ano de 1658. Ele foi descrito como “um gato semelhante a um gato de algália, mas com um tom de pelo marrom”. Algumas décadas depois, ele foi observado novamente e descrito como “uma espécie de rato, mas do tamanho de um gato”.

Embora geralmente seja conhecido pelo nome de quokka, os aborígines deram nomes diferentes a ele. Do conjunto de nomes dados, Quak-a ou kwoka podem ser mencionados.

História do quokka

A nível taxonômico, ele está incluído no gênero Setonix, do latim ‘seta’  – traduzido como ‘porco’ – e do grego ‘ônix’ – traduzido como garra. O ‘brachyurus’ vem do grego e é a união de ‘brachys’ para curto e ‘oura’ para o rabo.

Acredita-se que o quokka tenha se separado desde o início do resto dos wallabies do gênero Macropus e, além disso, não compartilhe muitas características com eles. Portanto, decidiu-se criar um gênero específico para este animal. 

Características gerais

O quokka é pequeno em tamanho, semelhante a um gato doméstico. Seu pelo é grosso e curto, enquanto sua cor é marrom acinzentada, com áreas mais claras. O focinho não tem pelos e as orelhas são pequenas. O rabo estreito pode medir entre 8 e 31 centímetros de comprimento.

Seu peso é estimado entre 2,7 e 4,2 quilos. Se falarmos sobre o comprimento do seu corpo, incluindo a cabeça, é de 40 a 54 cm. Por outro lado, sabe-se que a sua pata traseira pode medir cerca de 12 cm.

O dimorfismo sexual levemente pronunciado é observado em fêmeas e machos dessa espécie. Os machos têm um tamanho e peso corporal maiores do que as fêmeas, e variam em cerca de 1,2 cm de comprimento e aproximadamente um quilo de peso.

Espécimes de quokka

Os hábitos alimentares deste animal são principalmente herbívoros. Entre as suas comidas favoritas estão as folhas e caules. No entanto, a dieta varia de acordo com a região e a época do ano em que estão.

Também deve ser mencionado que o quokka é um animal noturno que vive no leste da Austrália. Especificamente, esta é uma espécie endêmica do sudoeste da Austrália, incluindo as Ilhas Rottnest e Bald. Por outro lado, a existência de subespécies ainda não foi relatada.

Em relação à expectativa de vida, estima-se que eles possam viver mais de 10 anos em liberdade, enquanto em cativeiro atingem os 14 anos.

Estado de conservação do quokka

Em 1996 esse animal foi incluído na lista de “fauna rara ou quase em extinção”. Sua inclusão foi motivada por diferentes riscos. Eles incluem, entre outros fatores, a diminuição do alcance geográfico, a diminuição do número de populações e a predação.

A perda de habitat e a diversidade alimentar são outros fatores importantes. As extinções ocorridas em florestas foram registradas devido à diminuição da diversidade de alimentos incluídos em sua dieta.

Em 2013 foi ativado um plano de recuperação da espécie, que leva em consideração diferentes riscos. Eles variam da predação de animais como raposas ou gatos selvagens aos efeitos causados ​​pelas mudanças climáticas, perda de habitat ou diferentes doenças.

Atualmente, houve um declínio na população e estima-se que exista um total de 7.500 a 15.000 exemplares adultos. Portanto, a IUCN incluiu o quokka na categoria ‘vulnerável’.

Apesar de todos esses contratempos, o quokka é um animal com um sorriso duradouro. Assim como ele sorri, ele também gosta de receber sorrisos.