Sintomas da artrite em animais de estimação

Os primeiros sintomas de artrite em animais de estimação são fáceis de reconhecer? Quais são os fatores de risco para essa doença? Aqui você vai encontrar as respostas.
Sintomas da artrite em animais de estimação

Última atualização: 04 Março, 2021

Em primeiro lugar, devemos lembrar que a artrite em animais de estimação é uma doença que causa inchaço e sensibilidade em uma ou mais articulações. Pode levar a um quadro muito doloroso e incapacitante, portanto, é conveniente tratá-lo de forma adequada e precoce. Essa é, em parte, a origem da importância de levar periodicamente o animal ao veterinário.

Com o tratamento adequado, a progressão da doença pode ser retardada, além de proporcionar alívio e controlar a inflamação. Vamos ver mais sobre isso abaixo.

Como ocorre a artrite em animais de estimação?

As articulações possuem uma cobertura interna de cartilagem, uma superfície escorregadia que atua como amortecedor contra o atrito e o desgaste. No estado normal, as articulações permitem a livre movimentação dos ossos, sem qualquer desconforto.

Progressivamente, quando a artrite em animais de estimação ocorre, a cartilagem dentro de uma articulação é danificada. Esse dano induz inflamação e dor. É importante notar que o atrito constante da articulação induz o desenvolvimento do crescimento ósseo nas áreas circundantes. Esses crescimentos, conhecidos como esporões ósseos, causam rigidez e limitam o movimento.

Existem outras condições que causam inflamação articular

É importante saber quais outros tipos de doenças podem induzir a inflamação das articulações. Esse é o caso da diabetes, das infecções bacterianas ou fúngicas, da osteocondrose, de lesões antigas, do desgaste devido ao aumento da atividade em cães trabalhadores, da obesidade e da doença de Cushing.

Sabe-se que as áreas articulares mais comumente afetadas em cães pela artrite são o quadril, os cotovelos, a região lombar, os joelhos e os punhos.

Principais sintomas da artrite em animais de estimação

Os sintomas da artrite podem não ser particularmente aparentes nos estágios iniciais da doença. Contudo, eles se tornam aparentes à medida que aumenta a dor nas articulações. Os sintomas podem ser particularmente difíceis de perceber nos gatos, pois eles tendem a esconder sinais de fraqueza.

Gato doente sendo observado pelo veterinário.

Menor mobilidade do pet

Frequentemente, um animal com dor diminui sua atividade normal. Por exemplo, gatos com artrite podem parar de pular. Em casos avançados de degeneração articular, um gato pode parar de usar as caixas de areia, incapaz de entrar e sair da caixa. De qualquer forma, as mudanças de mobilidade nos gatos são muito mais sutis.

Além disso, as crepitações da articulação, comuns em cães, são menos frequentes em felinos. A artrite em animais de estimação pode causar claudicação e dificuldade para subir ou descer escadas. Quando os animais de estimação estão com dor, eles resistem a caminhar e preferem passar o tempo dormindo ou descansando, como se estivessem entrando em letargia.

Outras manifestações a detectar em caso de artrite em animais de estimação

  • Se a artrite em animais de estimação afetar a coluna vertebral, posturas anormais podem ser observadas. O espessamento dos tecidos ao redor das articulações afetadas é um achado comum.
  • Lambedura constante das áreas doloridas. O animal também pode mastigar ou morder áreas doloridas do corpo.
  • Outros animais de estimação, por causa da dor, podem reduzir sua limpeza e parecerem desleixados.
  • Mudanças de temperamento: é comum que o animal se torne agressivo, a fim de resistir à manipulação dolorosa.

É fácil obter um diagnóstico precoce da artrite em animais de estimação?

Em gatos, o diagnóstico precoce não é frequente. Isso ocorre porque poucos gatos apresentam sinais de dor artrítica até que o quadro esteja bem avançado. Em um estudo publicado em 2001, foi examinado um grupo de gatos que não apresentavam nenhuma alteração aparente associada à dor. No entanto, após exames de imagem, a maioria foi diagnosticada com artrite.

Por outro lado, os cães apresentam mudanças em seu comportamento facilmente associadas à presença de dor. De qualquer forma, a avaliação veterinária regular dos animais de estimação é a principal medida de controle.

Cachorro com olhar triste na almofada.

Artrite em animais de estimação: fatores de risco

  • Tendo sofrido lesões: as lesões articulares podem causar uma conformação anormal da articulação. As lesões podem causar osteoartrite secundária.
  • A raça: no caso dos gatos, lesões como a displasia de quadril são mais comuns nas raças maine coon, persa e siamês. A luxação da patela é mais comum nas raças abissínio e devon rex. Nas raças de cães, o labrador, o retriever, o shepard alemão e o malamute-do-alasca são mais suscetíveis à displasia de quadril.

Por outro lado, é importante destacar que, embora não haja evidências de que a obesidade seja a causa da artrite como tal, considera-se que essa doença pode agravar alguma condição existente.

Se seu animal de estimação tem um ou mais fatores de risco, você deve cuidar bem dele, além de levá-lo periodicamente ao veterinário para uma avaliação completa. Dessa forma, você terá a certeza de verificar o estado de saúde do animal, será capaz de descobrir o que pode melhorar no seu dia a dia e, se já houver alguma doença, determinar qual tratamento pode ser aplicado.

Pode interessar a você...
Como combater a dor articular de seu cão
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Como combater a dor articular de seu cão


  • Hoskinson, J. J., & Tucker, R. L. (2001). Diagnostic imaging of lameness in small animals. Veterinary clinics of north america: small animal practice31(1), 165-180.
  • Godfrey, D. R. (2005). Osteoarthritis in cats: a retrospective radiological study. Journal of small animal practice, 46(9), 425-429.
  • Mathews, K., Kronen, P. W., Lascelles, D., Nolan, A., Robertson, S., Steagall, P. V., … & Yamashita, K. (2014). Guidelines for recognition, assessment and treatment of pain. Journal of Small Animal Practice, 55(6), E10-E68.