Por que os mosquitos picam?

O que faz com que os mosquitos nos piquem? Por que os mosquitos picam algumas pessoas mais do que outras? Como tudo no mundo da natureza, essas questões têm uma resposta na biologia do animal.
Por que os mosquitos picam?

Última atualização: 02 Março, 2021

Nas regiões temperadas do planeta, o verão e as altas temperaturas trazem muitas coisas: mais horas de luz, uma infinidade de frutas de verão, temperaturas noturnas agradáveis, praia, centenas de atividades ao ar livre e mosquitos irritantes. No entanto, esses últimos são um problema para algumas pessoas. Por que os mosquitos picam algumas pessoas mais do que outras?

Esses insetos, especificamente as fêmeas, são hematófagos e precisam se alimentar do sangue de animais para sobreviver e deixar uma descendência abundante. Pela necessidade e pelo fato de picarem várias pessoas, os mosquitos podem transmitir doenças, algumas delas muito graves. O que os humanos têm para serem atraentes para esses insetos? Descubra!

O dióxido de carbono atrai os mosquitos

Uma das maneiras pelas quais os mosquitos reconhecem suas vítimas é por meio da liberação de dióxido de carbono delas. Os humanos produzem dióxido de carbono toda vez que expiram, assim como os outros animais. A grande quantidade dessa molécula liberada pelos mamíferos aliada à elevada temperatura corporal, pelo fato de serem animais homeotérmicos, atrai os mosquitos.

Estudos sugerem que um mosquito pode detectar mudanças na concentração de dióxido de carbono no meio ambiente. Dessa forma, ele vai se aproximar do indivíduo que mais o produzir. Essa atração é resultado da evolução, que tem dotado algumas espécies de mosquitos de uma forma eficiente de encontrar alimento.

Uma picada de mosquito.

Temperatura corporal e as picadas de mosquito

O mosquito da dengue (Aedes aegypti) é um dos insetos que atua como vetor do vírus da dengue. Por esse motivo, as pesquisas sobre quais hospedeiros são mais interessantes para esse mosquito não param a fim de tentar controlar a propagação de uma doença tão temida.

Assim, pesquisas realizadas com esse mosquito como objeto de estudo determinaram que as fêmeas da espécie se dirigem a fontes de calor úmido (o calor liberado pelos animais) que oferecem uma temperatura dentro de uma faixa específica. O tamanho do animal não importa, apenas o calor que ele produz.

Os mosquitos picam mais com base no odor corporal?

É o que parece, os mosquitos se sentem atraídos por certos compostos odoríferos que os humanos exalam pela pele e pelo suor. Especificamente, existem duas substâncias produzidas em excesso durante o exercício físico e que atraem a atenção dos mosquitos: o ácido lático e o amoníaco.

Essas pesquisas ainda não foram encerradas, mas parece que são vários fatores genéticos, além da flora bacteriana existente na pele, que provocam a picada dos mosquitos.

De fato, as pessoas que têm um maior número de micróbios na pele são consideradas menos atraentes. Além disso, foram encontradas bactérias que parecem ser desagradáveis até para esses insetos.

Cuidado com o que você bebe!

Há rumores de que os mosquitos picam mais os humanos quando eles ingerem álcool. No entanto, isso não havia sido comprovado cientificamente até alguns anos atrás com voluntários.

No estudo, um número específico de pessoas ingeriu 350 mililitros de cerveja, antes e depois de medir os níveis de etanol no suor e também a temperatura corporal. Por outro lado, outro grupo de pessoas não bebia álcool.

Quando os humanos foram expostos aos mosquitos, estes pousaram e picaram mais quem havia bebido álcool. Uma das hipóteses é a elevação da temperatura corporal, que ocorre após a ingestão de bebidas alcoólicas.

Os mosquitos picam mais durante a gravidez

As mulheres grávidas são mais atraentes para os mosquitos transmissores de parasitas da malária onde essa doença está presente. De acordo com a pesquisa, a fisiologia e o comportamento dessas mulheres mudam e aumenta o risco de contrair malária, uma das principais causas de mortalidade infantil e neonatal.

O estudo mostra que a barriga das gestantes fica 0,7 ºC mais quente que o resto do corpo, por isso essas mulheres são mais facilmente detectáveis pelos mosquitos. Além disso, eles produzem mais dióxido de carbono que, como dissemos, é um atrativo para esses insetos.

Proteja-se das picadas dos mosquito

Muitas espécies de mosquitos desempenham um papel importante como animais parasitas na natureza. Eles fazem parte de muitas cadeias tróficas e são a principal fonte de alimento para muitos animais insetívoros.

No entanto, os mosquitos podem transmitir muitas doenças em todo o mundo, por isso é crucial nos proteger contra eles. Embora em muitos locais se façam fumigações em massa, pode não ser a melhor opção, pois no ano seguinte haverá mais, pois seus predadores também são mortos.

Uma garota que foi picada por um mosquito.

Um ecossistema equilibrado, com predadores abundantes e evitando certos comportamentos, como deixar a água parada, são cruciais para controlar os mosquitos.

Pode interessar a você...
Doenças que os mosquitos transmitem
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Doenças que os mosquitos transmitem

As picadas dos mosquitos são incômodas e nos deixam marcas vermelhas que podem infeccionar ao coçar. Você sabia que existem doenças que os mosquitos transmitem através de suas picadas? Neste texto lhe contaremos quais são.



  • Dobson, R. (2000). Mosquitoes prefer pregnant women.
  • Majeed, S., Hill, S. R., Dekker, T., & Ignell, R. (2017). Detection and perception of generic host volatiles by mosquitoes: responses to CO2 constrains host-seeking behaviour. Royal Society open science, 4(5), 170189.
  • Shirai, O., Tsuda, T., Kitagawa, S., Naitoh, K., Seki, T., Kamimura, K., & Morohashi, M. (2002). Alcohol ingestion stimulates mosquito attraction. Journal of the American Mosquito Control Association, 18(2), 91.
  • Wolff, G. H., & Riffell, J. A. (2018). Olfaction, experience and neural mechanisms underlying mosquito host preference. Journal of Experimental Biology, 221(4).
  • Zermoglio, P. F., Robuchon, E., Leonardi, M. S., Chandre, F., & Lazzari, C. R. (2017). What does heat tell a mosquito? Characterization of the orientation behaviour of Aedes aegypti towards heat sources. Journal of insect physiology, 100, 9-14.